InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  Login  

Compartilhe | 
 

 Ao Longo dos anos.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Bansheefreak
Moderador
Moderador


Número de Mensagens : 70
Idade : 29
Localização : Montijo
Data de inscrição : 27/02/2008

MensagemAssunto: Ao Longo dos anos.   Qua Fev 27, 2008 1:34 pm

Os X-Men foram fundados pelo telepata paralítico Charles Francis Xavier, o Professor X, para defender seu sonho de "convivência pacífica entre humanos e mutantes", ao mesmo tempo em que, secretamente, defendiam a humanidade dos "mutantes malignos". Assim, desde sua fundação, os X-Men vivem em uma constante batalha, "defendendo um mundo que os teme e odeia".

Xavier abriga os X-Men em sua mansão, sob a fachada de uma "Escola Para Jovens Superdotados". Seu endereço é rua Graymalkin Lane, n° 1407, em Salem Center, no condado de Westchester, Nova York. Os primeiros alunos de Charles (os "X-Men Originais") foram: Garota Marvel (Jean Grey), Fera (Henry 'Hank' McCoy), Homem de Gelo (Robert 'Bobby' Drake), Ciclope (Scott Summers) e Anjo (Warren Worthington III).

Os primeiros números da revista também introduziram os arqui-inimigos da equipe: Magneto (Erik Magnus Lahnsherr) e sua Irmandade de Mutantes, composta por Mercúrio (Pietro Maximoff), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff) - ambos filhos de Magneto -, Mestre Mental e Groxo. Nesta fase também surgiram inimigos que ainda viriam dar muito trabalho aos "filhos do átomo" (ou nem tanto), como Fanático, Blob e Vanisher.

Em 1969, nos E.U.A., o escritor Roy Thomas e o desenhista Neal Adams rejuvenesceram a franquia e introduziram dois novos personagens, Destrutor (Alex Summers), irmão de Ciclope e Polaris (Lorna Dane). No entanto essas primeiras edições de X-men não foram bem sucedidas em vendas e a Marvel parou de produzir novas histórias a partir do #66. Depois de um hiato, a série continuou com reimpressões do material antigo entre os #67 e 93.


Os anos 1970
Em Giant Size X-Men #1 (1975), o escritor Len Wein e o artista Dave Cockrum introduziram uma nova equipe que iria aparecer nas novas edições de "The X-Men", a partir do #94. Mais do que simples adolescentes aprendendo a usar seus poderes, essa equipe consistia de adultos oriundos de várias nações e culturas, recrutados por Charles Xavier para salvar seus alunos originais de Krakoa, a ilha-viva.

Os "Novos X-Men" eram liderados por Ciclope, da equipe original, mas contavam com os recém-criados Pássaro Trovejante/Thunderbird (John Proudstar), um índio Apache americano; Colossus (Piotr Nikolaievitch Rasputin), um jovem agricultor da União Soviética; Noturno (Kurt Wagner) que escondia sua mutação como artista de circo na Alemanha, Solaris (Shiro Yashida), um arrogante japonês; Banshee (Sean Cassidy), um irlandês ex-agente da Interpol; Tempestade (Ororo Monroe), uma mutante do Quênia venerada como deusa; e, o herói que já havia aparecido nas histórias do Hulk, Wolverine (Logan / James Howlett), do Canadá, que se tornaria o personagem mutante mais famoso de todos os tempos. Jean Grey acabou tomando mais destaque, após ser incorporada pela Força-Fênix, se tornando a personagem mais famosa do grupo. Os outros três X-Men originais (Fera, Anjo e Homem de Gelo) se afastaram da equipe, tendo apenas participaçõpes ocasionais.

Após a saída de Wein e Cockrum, o desenhista John Byrne e o escritor Chris Claremont se tornaram os artistas regulares da série. Claremont se tornou o mais longevo contribuidor da série. Essa fase produziu histórias aclamadas pela críticas como as sagas de Protheus, da "Fênix Negra" (em que Jean Grey perde o controle e se sacrifica para salvar o universo), "Dias de Um Futuro Esquecido" (a primeira história a mostrar o conceito de realidades e futuros alternativos) e "Deus Ama, O Homem Mata" (a história que mostrou de modo mais contundente o problema do preconceito dos humanos em relação aos mutantes, servindo de base para o filme X2 de 2003).

Novas personagens foram introduzidas nesta época, tais como: Emma Frost (a Rainha Branca do Clube do Inferno, uma organização de milionários que pretendia dominar o mundo), os Morlocks (mutantes deformados que viviam nos esgotos de Nova York), Rachel Summers (a filha de Ciclope e Jean Grey, vinda de um futuro alternativo), Mística (a maligna mutante capaz de assumir qualquer forma) e a Dra. Moira McTaggert, a geneticista humana antiga aliada de Xavier, diretora da Ilha Muir.


Os anos 1980
Nos anos 1980, a crescente popularidade da revista "The Uncanny X-Men" e o crescimento das vendas nas lojas especializadas levaram à criação de diversas séries, apelidadas de "x-séries", com equipes derivadas dos próprios X-Men. As principais foram os "Novos Mutantes" (uma nova geração de mutantes, que estudavam no Instituto Xavier, numa proposta semelhante à dos X-Men Originais; "X-Factor" (formados pelos X-Men Originais, que se disfarçaram de "caça-mutantes" para poder abrigar e proteger sua própria raça) e "Excalibur" (os "X-Men da Inglaterra").

Esse crescimento de títulos relacionados aos X-Men levou ao crescimento dos crossovers, também chamados de "X-Overs", histórias que continuavam por várias séries, algumas vezes por meses, incluindo as sagas "Massacre de Mutantes", "A Queda dos Mutantes" e " Inferno".

Adições importantes para as equipes dos X-men foram: Lince Negra (Kitty Pride), uma jovem adolescente com a capacidade de se tornar intangível; Vampira, a ex-terrorista mutante, filha adotiva de Mística; Cristal, uma ex-cantora e pretensa pop-star; Psylocke, a telepata inglesa irmã do Capitão Britânia, do Excalibur; Longshot, vindo de uma dimensão alternativa, o Mojoverso; e Jubileu, uma jovem mutante que salvou a vida de Wolverine.

Uma decisão polêmica levou o Professor X para o espaço em 1986 para ficar ao lado de sua amada Lilandra, Majestrix do Império Shiar, um gigantesco império intergaláctico. Nessa fase, Magneto, aparentemente regenerado e arrependido de seus crimes, atuou como líder dos X-Men e dos Novos Mutantes. Este período também contou com a chegada da misteriosa Madelyne Pryor e com o retorno de Jean Grey (que foi a principal causa da formação do X-Factor, já que os X-Men oiginais não aceitaram estar sob o comando de seu masi antigo inimigo).

A saga de maior impacto foi A Queda dos Mutantes onde, para salvar a humanidade de um cataclismo espaço-temporal, os X-Men propuseram-se sacrificar suas vidas contra um inimigo cósmico aparentemente invencível, o Adversário. A coragem dos X-Men levou-os à vitória e, graças à ajuda de Roma, suas vidas foram poupadas. Transferindo-se para o deserto australiano, os heróis estabeleceram uma base na cidade-fantasma até então utilizada pelos Carniceiros de Mutantes. A partir deste momento, começaram a realizar suas missões com a vantagem do anonimato. Foi nessa fase que Wolverine passou a dividir seu tempo entre a equipe e aventuras solos na cidade fictícia de Madripoor.


Os anos 1990
Em meio ao sucesso, conflitos internos dividiram as equipes criadoras das duas revistas. Claremont saiu depois das quatro primeiras edições de X-Men (e quinze anos trabalhando com os mutantes), devido a brigas com editores da Marvel e Jim Lee. Meses mais tarde, Liefeld e Lee deixaram a Marvel junto de vários outros artistas popularesMarc Silvestri e Whilce Portacio entre eles), para fundar a Image Comics.

Porém, estes fatos não abalaram a popularidade dos personangens, fazendo com que surgissem diversos títulos relacionados aos mutantes, com diversas mini-séries acontecendo concomitantemente. Arcos importantes desta época foram: "Programa de Extermínio" em 1990, "A Saga da Ilha Muir" em 1991,"A Canção do Carrasco" em 1992, "Atração Fatal" em 1993,"Aliança Falange" em 1994, "A Era do Apocalipse" em 1995, " Massacre" em 1996, e "Operação: Tolerância Zero" em 1997.

Alguns novos personagens foram introduzidos e se tornaram hits instantâneos, tais como Cable e Gambit (o charmoso cajun e ex-ladrão). Muitos personagens vieram e se foram rapidamente, tais como a Dra. Cecília Reyes, Medula, Larval e Joseph.

Em 1991, a Marvel revisou toda sua linha de X-séries. Foi nesta época que a Marvel lançou também uma nova série dos X-Men, intitulada simplesmente "X-Men". A série original já havia sido renomeada para "Uncanny X-Men". A razão para esta mudança foi a divisão dos X-Men em dois times: as Equipes Azul e Dourada.

As novas X-Sérires foram: a X-Force, escrita por Rob Liefeld e Fabian Nicieza. A equipe era liderada pelo misterioso guerreiro hiper-violento vindo do futuro, Cable, tendo como integrantes muitos dos antigos Novos Mutantes. As novas séries desta época também incluíram a Geração X (uma nova geração de estudantes mutantes adolescentes), e X-Man protagonizada pelo poderoso Nate Grey, um fugitivo da Era de Apocalipse.

A Marvel lançou séries-solo de muitos personagens, como Cable, Gambit, Bishop e Deadpool, este último um mercenário sarcástico, antagonista da X-Force. Em 1998, Excalibur e X-Factor foram encerradas, e essa última foi substituída por Mutant X estrelada por Destrutor numa realidade alternativa. Nenhuma delas sobreviveu à década, excetuando-se a agora reunida "Cable & Deadpool".


Os anos 2000
Nos anos 2000 Chris Claremont retornou a Marvel. Ele foi retirado do comando de dois títulos no começo de 2001 e reposicionado numa nova série, X-Treme X-men, formada inicialmente por Tempestade, Fera, Vampira, Psylocke, Sábia, Bishop e Pássaro Trovejante III (Neal Shara). Posteriormente, após sofrer uma mutação secundária e assumir uma forma mais felina, Fera saiu da equipe.

No ano de 2001 o roteirista Grant Morrison e o desenhista Frank Quitely assumiram a revista X-Men. Seu título mudou para New X-Men e sua formação contava com Fera, Jean Grey, Professor X, Ciclope, Wolverine e Emma Frost (telepata e antiga Rainha Branca do Clube do Inferno). A nova equipe usava uniformes de couro negro, semelhantes aos do filme X-Men. A revista New X-Men concentrou-se em conceitos de ficção científica. No primeiro arco de histórias, E de Extinção a nação de Genosha foi dizimada por sentinelas e 16 milhões de mutantes morrem, numa trama orquestrada por Cassandra Nova (considerada por muitos a mais terrível oponente que os X-Men já tiveram) que, além disso, acabou com o anonimato dos X-Men, revelando a verdadeira identidade de Charles Xavier e da Mansão X. Uma das subtramas mais controversas escritas por Morrison envolvia Ciclope (casado com Jean Grey) tendo um caso telepático com Emma Frost, o que levou ao rompimento do casal. O personagem Xorn é introduzido no Universo Marvel nesse ínterim. Ele, aparentemente, cura Xavier de sua paralisia.

Paralelamente, o título Uncanny X-Men também foi reformulado, passando a contar com Anjo, Homem de Gelo e Noturno como personagens principais. Posteriormente, Câmara e Stacy X entram para a equipe.

Nesse período também, o título X-Force passou a se chamar X-Statix (sob o comando de Petter Milligan e Mike Allred) com uma abordagem completamente nova do universo mutante. Esta equipe de jovens mutantes tinha como objetivo fama, dinheiro e sucesso. Suas missões eram gravadas e transmitidas pela TV, e eles possuiam linhas de produtos temáticos, estando constantemente na mídia.

No penúltimo arco de Morrison, Planeta X é revelado que Xorn é na verdade Magneto, que havia se infiltrado na Mansão X. Ele subjuga todos da equipe e lança um ataque à Nova York. Seus planos são desfeitos com a chegada de Jean Grey e Wolverine. No entanto, Magneto, já totalmente louco, mata Jean invertendo o seu fluxo sangüíneo. Logan, enfurecido, decepa sua cabeça. Morrison deixou a Marvel em 2004 e X-treme X-men foi cancelada. Tem início o Reload dos títulos X.

Claremont volta ao título Uncanny X-Men; a nova equipe é formado com os membros remanescentes de X-Treme: Tempestade, Bishop, Sábia, Míssil, Garota Marvel II (Rachel Summers) e Noturno. O novo título X-Men é compostp por Destrutor, Polaris, Vampira, Gambit, Homem de Gelo e Fanático. O título New Mutants é cancelado e dá lugar ao título New X-Men: Academy X, uma novela em quadrinhos de adolescentes com foco na vidas dos novos mutantes estudantes do Instituto X.

Em seguida, Joss Whedon estréia na Marvel com o título Astonishing X-Men (no lugar de New X-Men de Grant Morrison), composto por Ciclope, Emma Frost - ambos agora diretores da Escola -, Fera, Wolverine e Lince Negra. No final do primeiro arco, Colossus, que todos pensavam estar morto (vítima do Vírus Legado, retorna ao grupo.

Claremont também passa a escrever a segunda encarnação do título Excalibur, agora com Xavier tentando salvar o que sobrou de Genosha. Nesse título é revelado que Magneto está vivo, e que não foi responsável pelos acontecimentos de Planeta X. Então, no título X-Men descobre-se que o responsável por toda a destruição em Nova York foi o irmão do verdadeiro Xorn, que possuía poderes magnéticos como Magnus (fatos revelados pelo próprio Xorn).

Os uniformes colantes (spandex) voltaram a ser usados, com a justificativas de que os X-Men precisavam parecer heróicos, e heróis usam colantes coloridos. Muitas das mudanças inplementadas por Morrison foram posterirmente alteradas, retornando ao status quo anterior. Posteriormente, Psylocke, que havia morrido no título X-Treme X-Men volta à vida no título Uncanny X-Men e passa a integrar a equipe.

A segunda metade dessa década tem sido dominada pelas mudanças de realidade derivadas da supersaga Dinastia M, onde a Feiticeira Escarlate, abalada mentalente, alterou a realidade, transformando o mundo em uma "utopia mutante", com Magneto como líder mundial. A conclusão da saga alterou drasticamente a população mutante na Terra (no evento conhecido como Dizimação), retirando os poderes da grande maioria dos mutantes (incluindo alguns X-Men) e reduzindo o número de mutantes na Terra a apenas 198.

Atualmente, os X-Men restantes estão sob vigilância constante do governo, que mantém uma nova geração de Sentinelas constantemente na Mansão X, que foi transformada em um refúgio para os mutantes restantes no planeta.

Após a mudança na realidade feita pela Feitiçeira Escarlate nenhuma outra criança mutante nasceu em anos. Mas isso mudou na saga COMPLEXO DE MESSIAS. O nascimento de uma criança mutante, com grande poder a ponto de dar curto na cerebra. Três facções tentam buscar a criança em um vilarejo no Alasca. Os Carrascos, liderados pelo SR. Sinistro entram em batalha com os Purificadores e destroem toda a vila. Os X-men chegam tarde demais, só encontando corpos de adultos e crianças e alguns dos combatentes. A criança sumiu e é uma incognita sua localização . O X-factor envia duas copias de MADROX para duas realidades alternativas distintas pra que se possa descobrir as mudanças que essa criança pode acarretar no CONTINUM ESPAÇO. LAYLA MILLER vai junto de uma cópia. MADROX descobre que as copias que foram nao voltaram mais. Os Novos Mutantes estão na mira do Predador X. Essa saga é a promessa de mudanças para o Universo X. Quando é mostrado quem está com a criança mutante, realmente da pra acreditar que se pode haver essa grande mudança : Cable, que todos acreditavam estar morto.



Fonte: Wikipedia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ao Longo dos anos.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Cores Originais de Várias Marcas e Anos - Site!!!
» Não tenho 100 anos mais vi o 14 bis voar !
» TITANIC EDIÇÃO DE ANIVERSÁRIO 100 ANOS
» FENEMÊ D 11000 V-2, CHASSIS SUPER LONGO.
» como os anos passam.......

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Marvel :: Super-Hérois :: X-men-
Ir para: